Policiamento é reforçado no centro comercial de Açailândia

PMs fazem rondas constante nas principais ruas e avenidas neste período natalino

1 foto 1

Logo após assumiu o comando do 26º Batalhão da Polícia Militar de Açailândia, o Tenente Coronel Jonilson Diniz Duarte garantiu que os policias atuariam de forma mais enérgica no combate a criminalidade, tanto no centro comercial, quanto nos bairros.

Assim, é notório e visível a presença constante de policias militares em viaturas, motocicletas e, principalmente a pé, geralmente de dois em dois, transitando pelas ruas e avenidas que concentram o maior número de lojas e empresas em Açailândia, no centro da cidade.

Com as festas de final de ano, que inclui tanto o Natal como a virada de Ano, o aumento no fluxo de pessoas é considerável, bem como o aumento no volume de vendas e transições comerciais, o que chama bastante a atenção de bandidos e meliantes.

Com o intuito de minimizar a ação desses marginais contra os clientes e comerciantes, a polícia já vem realizando operações para inibir qualquer ação criminosa. “Direcionamos o policiamento no que têm que ser feito. Abordagens, revistas, operações que inclusive já estão sendo implantadas na cidade, tanto na área central quanto nos bairros, e operações noturnas. Vamos colocar polícia pra fazer serviço de polícia. Os policias estão sendo direcionados para operações especificas”, destacou o Coronel Jonilson.

Estão ainda em andamento duas operações da PM, que visa oferecer mais segurança à população. Hoje estamos executando duas importantes operações na cidade, a “Malha Protetora”, em três horários durante o dia, e também a “Alvorada em Paz”, que acontece nas primeiras horas da manhã, das seis as oito, para contemplar as pessoas que estão indo ao trabalho, nos pontos de ônibus ou até mesmo fazendo sua caminhada diária e ficam mais vulneráveis as ações delituosas”.

As operações devem durar pelo menos o período de fim de ano, e se estender até os primeiros dias de janeiro. “A gente já está vendo a diferença nas ruas. A polícia está sempre presente e a gente sente mais segurança. Antes eu escutava falar de roubo quase diariamente, e agora nunca mais ouvi falar. Espero que continue assim”, destacou a comerciante Ana Lívia.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *