Gustavo, garoto açailandense faz testes no flamengo e sonha ingressa nas categorias de base

Luís Gustavo está passando por testes avaliativos e tem grandes chances de ingressar nas categoria de base do maior clube país

11709626_1589802904578042_6134908416379411461_nO sonho da maioria dos garotos brasileiro é, sem dúvida, ser jogador de futebol. Em pequena ou grande escala, as crianças nascidas no país têm como ídolos nomes como Messi, Neymar, Cristiano Ronaldo, Ronaldinho Gaúcho, Ronaldo e tantos outros. No entanto, poucos são os que conseguem trilhar o caminho de sucesso dentro das quatro linhas. Mas, para o açailandense Luis Gustavo Carvalho de Oliveira, de apenas 12 anos, o sonho entrou pode se tornar realidade em um futuro bem próximo.

Gustavo, garoto de origem humilde e morador do bairro Pequiá em Açailândia, está fazendo testes no Clube de Regatas do Flamengo no Rio de Janeiro. O garoto está fazendo treinamentos e avaliações apurada pelos profissionais do clube da Gávea para ver se garante uma vaga na base do rubro negro. Ele viajou na semana passada, acompanhado pelo pai Valtenis.

Serão dez dias de testes no Mengão, uma jornada nada fácil para um garoto de 12 anos de idade, mas recompensadora para um flamenguista. O time carioca é o clube de coração de Gustavo, mas foi na escolinha do Cruzeirinho do Pequia, em Açailândia, que ele deu os primeiros chutes na bola. Porém, nenhum ídolo do Flamengo inspirou o açailandense. Sua referência é um craque argentino Lionel Messi, do Barcelona.

A chance de fazer um teste no Flamengo surgiu após o empresário Murilo Maia assistir alguns vídeos de Gustavo no Youtube e Facebook. O empresário que gerencia carreira de jogadores no Brasil e na Europa procurou o pai do garoto e ofereceu a chance de Gustavo fazer um teste no Flamengo ou no Benfica de Portugal. O pai de optou pelo clube carioca.

Habilidoso com a perna esquerda e com fome de gol, Gustavo já vinha fazendo peneiras em clubes de grandes expressões do país. Fez testes no Atlético Paranaense, Ponte Preta e também no clube São Paulo, onde em 2014 disputou com 300 garotos e foi o único selecionado na cidade de Açailândia, mas na ocasião não pode se apresentar no clube paulista por falta de recursos e de investimentos financeiros.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Valtenis, pai do garoto Gustavo falou ao colunista do JM Esportes Weslley Rodrigo e relatou a felicidade que a família está passando pelo momento que seu filho está vivendo. “Há quase três anos estamos lutando para realizar o sonho dele. Gustavo sonha em se tornar um jogador de futebol profissional e abrimos mão de tudo para que ele alcance e realize seu sonho, a distância da família e a falta de recursos financeiros têm sido nossa maior dificuldade”, relatou o pai do jovem atleta.

Açailândia sempre foi um celeiro de grandes atletas, assim como Gustavo os garotos Rikelme, Arthur e Guilherme também tem um futuro promissor e estão dia após dia na busca de seus sonhos. Estes são apenas alguns dos nomes que num breve futuro ouviremos falar em grandes clubes de futebol nacional e internacional.

Weslley Rodrigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *