Com apoio de Sérgio Vieira, Aciaria recebe parte do empréstimo para implantação do Setor de Laminação

Está primeira parcela já deverá gerar em Açailândia vários postos de trabalho e renda para a população

IMG_1339

Quando assumiu uma vaga na Assembleia Legislativa temporariamente, o então deputado estadual Sérgio Vieira levantou diversas bandeiras a favor de Açailândia e região. Contudo, seu maior empenho foi a favor da geração de emprego e renda, já que o município passa por uma das maiores crises econômicas de sua história.

Sendo a siderurgia o setor que mais demitiu mão de obra, Sérgio realizou no dia 19 de maio uma audiência pública para discutir a crise no setor siderúrgico do Maranhão. O evento que aconteceu na Câmara Municipal e reuniu mais cinco deputados estaduais, o prefeito de Açailândia Juscelino Oliveira, vereadores e secretários municipais.

Dez dias depois na Assembleia Legislativa (AL), Sérgio Vieira criou a “Frente Parlamentar em Defesa da Indústria Siderúrgica no Estado do Maranhão”, da qual foi coordenador, a fim de dar visibilidade a nível de Estado para as perdas com a falta de apoio ao setor siderúrgico.

IMG_1361

Aciaria

Como deputado estadual e coordenador da Frente Parlamentar, Sérgio esteve juntamente com o senador da República Roberto Rocha, reunido com o diretor do Banco do Nordeste do Brasil (BNB). O motivo do encontro foi pedir celeridade a análise e liberação de 100 milhões de reais para Aciaria da Gusa Nordeste, a fim de implantar o Setor de Laminação.

Agora, após muita luta, foi liberado pelo BNB a primeira parcela do empréstimo à Aciaria, no valor de 30% do empréstimo total, uma cifra superior a 30 milhões de reais. O recurso será investido para a laminação do aço, e deverá gerar emprego e renda para a população de Açailândia, minimizando os impactos da crise no município.

“Nossa atuação está rendendo frutos, tivemos uma grande participação nesta luta, não foi só a gente, mas demos nossa contribuição. Fizemos uma audiência pública em Açailândia sobre a questão do setor siderúrgico, depois criamos uma Frente Parlamentar a favor do setor siderúrgico do Maranhão, e essa Frente fez uma reunião com o Senador Roberto Rocha e com o diretor do Banco do Nordeste de Fortaleza. Então fizemos parte dessa luta para que isso se tornasse realidade”, afirmou Vieira.

Sérgio também destacou que o melhor resultado com a liberação do recurso será a geração de emprego em Açailândia. “Finalmente uma boa notícia na questão da empregabilidade. Com os investimentos na Aciaria teremos mais obras e serviços e, consequentemente, mais trabalhadores sendo contratados. E é essa geração de emprego que mais me deixa feliz em ter contribuído com a realização deste sonho”.

Novo Parque Industrial

Nesta terça-feira, 15/08, Sérgio Vieira esteve com o prefeito Juscelino Oliveira, o secretário de Estado de Indústria e Comércio Simplício Araújo e secretários municipais reunido com o diretor da Suzano Papel e Celulose, Flávio Moura, em São Luís.

A reunião teve como pauta novamente a geração de emprego e renda para Açailândia. A comitiva foi reforçar o pedido de doação de uma área que a empresa Suzano comprou da Siderúrgica Pindaré de 10 hectares, para a ampliação do Parque Industrial do Pequiá. Com está ampliação dezenas de pequenas e médias indústrias deverão se instalar no município, sendo atraídas pela produção do aço da Aciaria.

“O setor de laminação vai gerar muitas vagas de trabalho. E com está laminação virão também outras empresas, pois com o aço beneficiado pequenas indústrias terão condições de se instalarem em Açailândia, e assim gerando ainda mais empregos”, explicou Vieira.

Por fim Sérgio enfatizou a necessidade de Açailândia ter um representante na Assembleia Legislativa do Maranhão. “Em alguns meses estive na Assembleia Legislativa e também participei de várias reuniões em favor de Açailândia. E os frutos de nosso trabalho estão ainda acontecendo, como é hoje o caso da Aciaria. Por isso Açailândia precisa entender o valor de ter uma representativa no legislativo estadual”.

Ascom/Sérgio Vieira

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *